Como identificar se o combustível é de qualidade? Aprenda aqui!

    Facebook - Comentários
    #wpdevar_comment_2 span,#wpdevar_comment_2 iframe{width:100% !important;}

    Compartilhe

    Da forma como percebemos, abastecer com um combustível de qualidade é um dos aspectos mais importantes para a durabilidade de um conjunto mecânico. Por isso, aproveitamos o momento para elaborar este artigo especial sobre o tema.

    O objetivo é demonstrar o impacto de bons combustíveis ao veículo, que são capazes de proteger o motor de sérios problemas técnicos, como desgaste, ineficiência e aumento de gastos. Portanto, não perca tempo e acompanhe!

    Os fatores essenciais para identificar um combustível de qualidade

    Preço, odor, visibilidade, performance e consumo. Em nossa visão, esses são os cinco fatores determinantes para distinguir um combustível ruim de um bom. Como você perceberá durante a leitura, esse é o tipo de observação importante para o proprietário do veículo.

    Afinal de contas, apenas assim, atento e informado, que você conseguirá identificar combustíveis falhos, mistos e duvidosos. A partir dessa observação, você aprende a evitar determinados postos, protegendo a durabilidade do seu veículo e garantindo sua economia. Acompanhe!

    Preço

    O primeiro sinal de adulteração é o preço. Mas, aqui, não falamos de uma diferença sutil de 10% entre diferentes postos — até porque isso é uma margem de precificação, podendo muito bem ser uma estratégia de um posto para ganhar sobre a concorrência de outro.

    No entanto, quando o preço está realmente abaixo do mercado, é importante desconfiar. Afinal de contas, o estabelecimento que oferece combustível adulterado só é capaz de atingir essa etiqueta de preço por conta da impureza do combustível vendido.

    Odor

    A gasolina tem seu odor característico, assim como o álcool e o diesel. No entanto, odores estranhos, como solvente e querosene, são sinais de que o combustível pode ter sido adulterado. Essa observação pode ser feita no posto, quando você sente esses odores exalando dos escapamentos dos outros veículos.

    Visibilidade

    Já aqui, há uma dica para quem abastece com etanol. Nesse combustível, é comum que as bombas apresentem termodensímetro. Ao olhar para esse visor, é importante verificar a transparência do combustível, que não deve apresentar nenhuma coloração.

    Performance

    Essa é uma inspeção posterior ao abastecimento. O principal sintoma de adulteração é a perda de desempenho. Afinal de contas, o motor não consegue extrair a potência convencional na combustão de uma mistura adulterada, deixando a aceleração anestesiada e ineficiente.

    Consumo

    Depois de abastecer com um combustível adulterado, é comum notar o aumento do consumo. Isso acontece pela impureza e pelo desequilíbrio químico da mistura abastecida. A adulteração nada mais é do que a adição de outros componentes líquidos, como água, etanol, querosene e/ou solventes.

    Assim, o posto transgressor consegue aumentar o volume da mistura, que se torna menos pura. Como menos do “combustível” será efetivamente combustível, o motor acaba consumindo mais para realizar o mesmo deslocamento, resultando no aumento do consumo e na queda da autonomia.

    Por fim, vale destacar que você também pode solicitar um teste em tempo real, já que essa é uma garantia em lei. Chamado de Teste da Proveta, essa análise é feita rapidamente sob a supervisão do motorista e é capaz de indicar a proporção de etanol na gasolina.

    E aí, gostou deste conteúdo ensinando a como identificar um combustível de qualidade? Então, aproveite para continuar aprendendo mais sobre o tema, assinando a nossa newsletter!

    Facebook - Comentários

    Compartilhe