Como ler um pneu: 8 dicas para facilitar a sua vida

    Powered by Rock Convert
    Facebook - Comentários
    #wpdevar_comment_1 span,#wpdevar_comment_1 iframe{width:100% !important;}

    Powered by Rock Convert
    Compartilhe

    Sumário

    Powered by Rock Convert

    Você sabe para que servem as marcações na lateral do pneu? Elas são indicações muito importantes sobre o que cada tipo de pneu é capaz de suportar e não devem passar despercebidas nunca. Por isso, neste post vamos ensinar como ler um pneu. Acompanhe!

    Em que consiste a leitura do pneu?

    Todos os pneus têm inscrições em suas laterais, que são como um manual de instruções. Elas indicam quantos quilos os pneus suportam, qual a velocidade indicada e também o tamanho da roda e do perfil em que devem ser utilizados.

    Geralmente, as inscrições aparecem da seguinte forma: 205/55 R16 91 V. Esse é apenas um exemplo, em que cada parte da inscrição contém um dado específico e que deve ser observado com cuidado.

    Saber como ler um pneu é muito importante, portanto, é preciso ficar atento em cada parte dessa inscrição para não passar por nenhum engano na hora da compra e da instalação.

    Quais pneus devo comprar?

    Um veículo sai de fábrica com todas as peças e sistemas instalados,  ajustados e instalados de forma a proporcionar uma harmonia entre eles. Isso garante potência, conforto e, claro, segurança — e os pneus não fogem dessa regra.

    Altura, largura, diâmetro, pressão e todas as outras características indicadas no manual do fabricante devem ser obedecidas à risca para manter a garantia do veículo, pois o preço que se paga, caso as recomendações não sejam cumpridas, são os efeitos colaterais.

    Ao comprar pneus de aro maior, por exemplo, além do visual, o carro ganha mais estabilidade, principalmente nas curvas. O consumo de combustível, no entanto, aumenta substancialmente porque a área de atrito com o solo é maior.

    Por que e quando fazer a leitura do pneu?

    Ler as informações contidas nos pneus é fundamental para que você leve para casa justamente aquilo que foi recomendado pela montadora do automóvel.

    É preciso saber como ler um pneu corretamente também em outros momentos, como durante a sua utilização, já que algumas indicações são sinais de que ele deve ser trocado.

    Não se deixe enganar por ofertas surreais ou marcas com pouca tradição no mercado. Às vezes, vale a pena pagar um preço mais alto e evitar dores de cabeça futuras por causa da baixa qualidade de um produto.

    Afinal, como ler um pneu corretamente?

    Agora, você vai aprender como ler pneus da forma correta. Siga as nossas dicas e nunca mais erre na escolha!

    1. Largura do pneu

    A largura do pneu é medida em milímetros, e é a primeira parte a ser indicada na descrição (205, no exemplo).

    Essa medida é o parâmetro para saber se o pneu caberá ou não na roda do seu carro, além de determinar se ele vai raspar na caixa de roda ou em algum componente da suspensão.

    2. Tipo de Construção

    A letra “R” indica o tipo de construção que, no caso, é Radial (por isso o R), a melhor e mais moderna. Nos pneus diagonais e diagonais cintados, ao invés da letra, a indicação é um traço imediatamente antes da identificação do aro.

    3. Relação altura-largura

    A relação altura-largura é expressa em porcentagem e vem após a barra (55, no exemplo). Para entendê-la, é bem simples: quando essa relação é 55, basta realizar o cálculo 55% x 205. Neste caso, o resultado será 112,75, que indica a altura do costado do pneu: 112,75 mm.

    Costado é a parte lateral do pneu, onde estão contidas todas as informações que você precisa para fazer a leitura correta.

    4. Diâmetro da roda

    O diâmetro da roda é bastante conhecido por muitos motoristas. Algumas pessoas também costumam chamar essa inscrição de raio ou aro, e ela significa o tamanho da roda necessário para comportar o pneu.

    Em nosso exemplo, o pneu tem o diâmetro ideal para rodas aro 16. O “R” do (R16) não faz parte dessa medida, apenas o número 16 que é medido em polegadas. O “R” indica apenas o tipo de construção do pneu, conforme o item 2 deste artigo.

    5. Índice de carga

    O índice de carga é a medida que expressa a capacidade máxima de carga que cada pneu pode aguentar. Em nosso exemplo, ele vem indicado pelo número 91.

    Esse número significa que cada pneu suporta até 615 kg. Além disso, é importante garantir que a pressão dos pneus esteja em dia, utilizando sempre a calibragem recomendada para que suportem essa carga.

    Observar esse dado corretamente é imprescindível para evitar que ele fique careca, estoure ou haja formação de bolhas. Confira a tabela:

    Índice Carga (kg) Índice Carga (kg) Índice Carga (kg) Índice Carga (kg) Índice Carga (kg)
    60 250 71 345 82 475 93 650 104 900
    61 257 72 355 83 487 94 670 105 925
    62 265 73 365 84 500 95 690 106 950
    63 272 74 375 85 515 96 710 107 975
    64 280 75 387 86 530 97 730 108 1000
    65 290 76 400 87 545 98 750 109 1030
    65 300 77 412 88 560 99 775 110 1060
    67 307 78 425 89 580 100 800 111 1090
    68 315 79 437 90 600 101 825 112 1120
    69 325 80 450 91 615 102 850 113 1150
    70 335 81 462 92 630 103 875 114 1180

    6. Índice de velocidade

    O índice de velocidade também é extremamente importante, pois determina a velocidade máxima suportada por cada pneu. Em nosso exemplo, o índice vem marcado com a letra V após o índice de carga. Isso significa que o pneu em questão suporta uma velocidade de até 240 km/h.

    Novamente é bom lembrar a importância da calibragem correta, pois pneus murchos esquentam e se danificam mais rápido.

    Além do mais, verifique sempre no manual do veículo qual é o índice de velocidade indicado para o modelo. Veja a tabela:

    Índice de velocidade Velocidade máxima (km/h)
    N 140
    P 150
    Q 160
    R 170
    S 180
    T 190
    U 200
    H 210
    V 240
    W 270
    Y 300

    7. Data de fabricação

    Todo pneu tem uma sigla “DOT” e, depois dela, um conjunto de números gravados. Esses caracteres também ficam na parte lateral, mas em números menores. A data de validade do pneu é representada pelos quatro últimos números dessa sequência.

    Os 2 penúltimos números representam a semana do ano na qual o pneu foi fabricado. Se for 35, por exemplo, significa que a fabricação se deu em agosto, enquanto que o ano de fabricação é representado pelos últimos dois números. Se for 16, por exemplo, significa que o pneu foi fabricado em agosto de 2016.

    É preciso ter muita atenção a esse indicador, porque, ao contrário do que muitas pessoas pensam, pneus têm, sim, data de validade. Ela é de 5 anos a partir da semana de fabricação, pois variações de temperatura e ambiente, além do próprio passar dos anos, desgastam os materiais usados na fabricação.

    8. Marcação TWI

    Esse é o indicador de desgaste de rodagem e são elevações de borracha presentes no sulco do próprio pneu, na banda de rodagem. Assim que o desgaste atingir essas marcações, está na hora de comprar outro pneu. Isso porque, o produto já não conseguirá mais drenar a água, causando derrapagens e aquaplanagens.

    Agora que você já sabe como ler um pneu corretamente, já pode comprar e instalar sem medo. Lembre-se sempre de verificar o manual do veículo ou os pneus que estavam instalados antes da troca para não ter erro. Em caso de dúvida, conte sempre com o profissional do seu centro automotivo de confiança para ajudar.

    Este artigo sobre como ler um pneu foi útil para você? Então não deixe de saber também a hora correta de trocar os pneus, com fatores adicionais além do desgaste natural do produto!

    Facebook - Comentários

    Powered by Rock Convert
    Compartilhe

    Uma resposta

    O que achou do artigo? Deixe um Comentário

    Seu email não será divulgado.
    São campos obrigatórios *