Devo escolher pneus mais largos na traseira do meu carro? Entenda

    Powered by Rock Convert
    Facebook - Comentários
    #wpdevar_comment_1 span,#wpdevar_comment_1 iframe{width:100% !important;}

    Powered by Rock Convert
    Compartilhe

    Sumário

    Powered by Rock Convert

    Não há como negar que pneus largos deixam o carro mais bonito, com jeito de esportivo e personalizado. Porém, se você é daqueles que realiza esse tipo de alteração no veículo só pela beleza, sem pensar em desempenho ou segurança, fique atento.

    O fato é que qualquer medida fora da normalidade indicada pelo manual do carro deve ser bem analisada antes de ser aplicada. As recomendações do fabricante são feitas justamente para alertar aos motoristas sobre as consequências que uma “personalização” pode trazer.

    Então, acompanhe este artigo, pois nele responderemos questões sobre a colocação de pneus mais largos no veículo: comparativo com os esportivos, estabilidade, os riscos ao se utilizar esse tipo de pneu e apontar outros fatores que influenciam diretamente na estabilidade do automóvel. Confira!

    Pneus traseiros mais largos são apenas para carros superesportivos?

    Não necessariamente. Os carros superesportivos costumam utilizar pneus mais largos, pois têm as características de fábrica para isso, como eixos mais altos, maior distribuição de peso na parte de trás do automóvel e potência aplicada. Assim, todos os carros que tiverem características semelhantes podem utilizar pneus mais largos, principalmente aqueles com tração nas rodas traseiras.

    Carros convencionais também podem fazer uso desse recurso, porém, ao alterarem as medidas indicadas, os motoristas correm o risco de comprometer a estabilidade e potência dos veículos.

    Como fica a estabilidade do carro na estrada?

    Sempre ouvimos dizer que quanto maior a largura do pneu, maior será a estabilidade do carro. A verdade é que aderência não é sinônimo de estabilidade. Com pneus mais largos, logicamente, o veículo terá mais aderência ao solo, porém o excesso pode ser prejudicial.

    Durante um percurso mais longo, como em estradas, o carro terá certa estabilidade em linha reta, todavia, justamente por uma aderência expansiva, o motorista pode perder o controle nas curvas. Isso acontece porque a suspensão do veículo pode não ser compatível com uma alteração brusca dos pneus.

    Quais os riscos ao usar pneus mais largos que o recomendado?

    Além do já mencionado risco da perda de direção, a utilização de pneus mais largos pode aumentar consideravelmente o gasto de combustível do veículo. Isso porque a prática deixa o automóvel mais pesado, obrigando o motor a trabalhar mais para compensar o peso extra.

    Em carros com menor potência essa diferença é percebida com mais facilidade. Ou seja, além da perda de desempenho do motor, o motorista terá que gastar mais com combustível para compensar o peso elevado dos pneus largos.

    Quais outros fatores influenciam na estabilidade do carro?

    Logicamente, a estabilidade (ou a falta dela) não é definida apenas pela largura dos pneus. Esse é só mais um dos detalhes que devem ser considerados.

    Além desse, fatores como a altura do pneu, freio, amortecedores e jogo de mola atuam na estabilização. Se todas essas peças estiverem em ótimas condições, dificilmente o motorista terá dificuldade em relação à direção e equilíbrio.

    Pneus largos na traseira do carro darão, com certeza, maior aderência ao solo, mas o motorista não pode considerar que isso é o suficiente em relação à estabilidade. Além disso, embora não seja exclusividade de carros esportivos, esses modelos têm características ideais para esse tipo de pneu.

    O mais importante, antes de realizar modificações no seu veículo, é consultar a opinião de um especialista, dessa forma aliará a segurança com a personalização.

    Se você gostou do artigo e quer compartilhar alguma dúvida ou experiência com pneus largos, deixe o seu comentário no post!

    Facebook - Comentários

    Powered by Rock Convert
    Compartilhe

    O que achou do artigo? Deixe um Comentário

    Seu email não será divulgado.
    São campos obrigatórios *