Qual a vida útil de um pneu? Entenda!

    Facebook - Comentários
    #wpdevar_comment_2 span,#wpdevar_comment_2 iframe{width:100% !important;}

    Compartilhe

    Os motoristas precisam estar sempre de olho na manutenção preventiva do veículo. Afinal, essa atitude não só garante mais segurança na direção, como também evita problemas no carro e ajuda a economizar.

    E você, está cuidando do seu carro com responsabilidade? Se não, que tal começar aprendendo mais sobre a vida útil de um pneu e os cuidados que ele precisa? Leia o nosso post e fique ligado!

    O que é a durabilidade do pneu?

    Não há muitos segredos em relação a esse conceito, pois ele faz referência ao tempo de vida útil de um pneu. Esse conceito é bastante importante, pois quanto mais durável for o material, maior será o tempo pela qual você poderá utilizá-lo.

    Dessa forma, podemos dizer que os pneus duráveis oferecem vantagens econômicas, ou seja, apresentam um bom custo-benefício. Isso acontece justamente pelo fato de a pessoa contar com o material por muito tempo. Por esse motivo, é indicado contar com pneus novos. Apesar de eles serem mais caros, a durabilidade do material é maior.

    Em relação ao tempo de vida útil, ele é variável, pois depende do número de quilômetros rodados. Por isso, os fabricantes estipulam esse tempo baseados justamente na rodagem do pneu.

    Qual é a vida útil de um pneu?

    O tempo de validade do pneu é variável e depende das características da própria peça, do veículo e do condutor. Mas, em geral, os fabricantes estipulam uma média baseada em quilômetros rodados.

    Se forem de boa qualidade, os pneus de uma motocicleta duram, em média, 15 mil quilômetros. Porém, existem alguns fabricantes que desenvolvem pneus de alto desempenho para chegar à vida útil de 25 mil quilômetros.

    Nos caminhões, é esperado que pneus de boa qualidade rodem bem por 60 mil ou 80 mil quilômetros, mas há muitas variáveis importantes que influenciam esse desempenho, como o peso da carga, por exemplo. Já nos carros de passeio, a validade do pneu varia entre 40 mil e 60 mil quilômetros, dependendo da marca.

    Quais fatores aumentam a durabilidade dos pneus?

    Para garantir o máximo de aproveitamento, é preciso tomar uma série de cuidados, além de evitar atitudes que possam comprometer a vida útil do pneu. Veja quais são a seguir.

    Armazenar adequadamente

    Esta primeira dica depende de quem estoca o pneu para vender, mas é essencial que o motorista também esteja atento na hora da compra.

    Os pneus precisam estar cobertos e guardados em local seco e arejado. Quando o armazenamento superar quatro semanas, devem ser postos na vertical em prateleiras de, no mínimo, 10 cm de altura.

    É importante, ainda, não deixar que os pneus fiquem expostos diretamente ao sol e ao ar por muito tempo, pois os óleos lubrificantes que ele contém podem secar. Por isso, eles devem ser limpos adequadamente e armazenados dentro de um saco plástico.

    Calibrar

    Utilizar os pneus sempre com a pressão adequada estende a sua vida útil e garante mais segurança durante o seu trajeto.

    Em caso de veículos que transportam cargas, é preciso considerar também esse peso extra na hora de for calibrar o pneu. Uma diferença de 5 libras abaixo da calibragem padrão já é prejudicial.

    Fazer rodízio

    Esse procedimento garante que todos os pneus do carro passem por desgaste semelhante. Aqui, é indicado que o motorista faça o rodízio dos pneus a cada 5 mil quilômetros rodados.

    Realizar o alinhamento e o balanceamento

    Esses dois procedimentos também ajudam a preservar os pneus. Manter o carro alinhado e balanceado é importante para que os pneus não desgastem de forma desigual e possam rodar com segurança.

    Que atitudes podem prejudicar a conservação do pneu?

    Mesmo que você faça os rodízios e a calibragem de forma adequada, algumas atitudes podem fazer com que os seus pneus tenham uma vida útil menor do que o esperado, furando durante o trajeto e causando acidentes, colocando não somente a sua vida em risco, mas também a de pedestres, passageiros e demais motoristas.

    Por isso, confira agora algumas ações que devem ser evitadas ao máximo para que os seus pneus estejam sempre em ótimas condições de uso e durem por mais tempo.

    Contato com abrasivos ou solventes

    Lembre-se que um pneu é feito de borracha, material que pode ser facilmente derretido ao entrar em contato com produtos corrosivos. Por isso, tome muito cuidado ao lavar outras partes do seu automóvel com este tipo de produto e também preste atenção aos famosos “pretinhos”, produto comumente usado em lava rápidos.

    O ideal é que o pneu seja limpo apenas com água em sabão, de forma a tirar apenas as sujeiras e objetos que costumam ficar presos entre os sulcos do pneu.

    Não fazer a manutenção preventiva

    O bem-estar de todo o veículo influencia diretamente na vida útil do pneu. Por isso, realize sempre as manutenções preventivas nas rodas e demais partes do carro para encontrar prováveis problemas que podem não só forçar o seu carro, mas também trazer outros problemas que podem colocar a sua vida e a de outros passageiros em risco.

    O manual de cada automóvel informa os períodos estipulados para que sejam feitas as revisões de seu carro. Seguir essas recomendações à risca é importante para que você realize a troca de pneus com mais economia, tranquilidade e segurança.

    Não ser um motorista cuidadoso

    Atitudes como acelerar e frear o carro de forma brusca, quando repetidas com frequência, fazem com que os pneus literalmente raspem no solo, diminuindo consideravelmente a sua vida útil.

    Praticar a direção defensiva, conduzindo sempre com cuidado e atenção, garante ao veículo uma durabilidade muito maior, além de evitar que você protagonize acidentes ou receba algum tipo de punição.

    Não prestar atenção à validade dos pneus

    Rodar com pneus vencidos pode reduzir a sua durabilidade e trazer diversos riscos para o motorista. Afinal, além do ressecamento natural, com o tempo, a borracha não estará mais flexível como deveria, correndo o risco de estourar.

    Outro problema que pneus fora da data de validade podem apresentar é o de perda no poder de frenagem. O carro não responderá rapidamente ao comando de freio, fazendo com que o veículo derrape por mais tempo antes de parar por completo, o que pode ocasionar batidas ou acidentes mais graves.

    Não desviar dos buracos

    Trafegar em estradas mal cuidadas não é apenas desconfortável, mas, também, um empecilho para a durabilidade dos pneus. Esse constante desnivelamento nas vias pode causar deformações na borracha, o que pode ser um dano irreversível, sendo necessária a troca do pneu.

    Por isso, evite ao máximo transitar por ruas que não estejam bem conservadas. Se não for possível, procure dirigir mais lentamente para que a força do impacto seja menor.

    Quais os fatores que interferem na durabilidade do pneu?

    Alguns cuidados contribuem e detalhes técnicos contribuem para tornar o pneu mais durável. Dessa forma, é necessário estar atento para as seguintes questões:

    • calibragem: usar pneus com a pressão adequada contribui para aumentar a vida útil e garante mais segurança no trajeto;
    • rodízio dos pneus: esse processo assegura que todos os pneus do carro passem por desgaste semelhante. Nesse momento, é indicado fazer o rodízio a cada 5 mil quilômetros rodados;
    • alinhamento e balanceamento: eles evitam o desgaste de forma desigual e ajuda os carros a rodarem com segurança.

    Como comprar pneus de qualidade?

    Escolher pneus de qualidade nem sempre é uma decisão fácil, pois é necessário levar diversos fatores em consideração. Entre eles estão buscar por fornecedores confiáveis, fazer a avaliação da qualidade dos produtos e atentar para o atendimento. Abordaremos sobre essas questões detalhadamente na sequência do artigo. Continue lendo!

    Busque por fornecedores confiáveis

    Primeiramente, é muito importante buscar por fornecedores de confiança. Isso porque, eles fornecerão produtos de qualidade e, consequentemente, você terá menos problemas com os pneus. Essa questão contribui para aumentar o tempo de vida útil de um pneu e também para garantir a segurança do material.

    Procure por informações no manual do fabricante do seu automóvel

    O manual de instruções do seu veículo é um documento muito importante, pois ele indicará quais são as características do pneu correto para cada veículo. Entre elas estão a pressão ideal, tamanho e largura. Vale destacar que não seguir as recomendações do fabricante pode causar danos na suspensão e ao sistema de direção, além de aumentar o risco de acidentes.

    Vale destacar que todos esses componentes, somados, foram projetados para aguentar determinadas forças. No entanto, quando usam-se pneus incorretos, as forças podem ultrapassar os limites testados pelo fabricante, o que pode causar desgaste e possivelmente a quebra do material.

    Atente para o atendimento e facilidades no pagamento

    Por fim, mas não menos importante, é fundamental ficar atento em relação ao atendimento e as facilidades oferecidas no pagamento dos materiais. As empresas que prezam por um bom atendimento fornecem bom suporte ao cliente e conseguem esclarecer as dúvidas que eles possam ter.

    As facilidades no pagamento também são relevantes, pois elas demonstram que a companhia tem flexibilidade em relação a esse assunto. Nesse momento, é fundamental verificar se a organização aceita diversas formas de pagamento. Entre elas estão o cartão de débito, de crédito, boleto etc.

    Com essas dicas, fica mais fácil prolongar a vida útil de um pneu. Procure também usar sempre modelos de qualidade e adquiridos em locais de confiança, assim você terá a certeza de receber um produto que vai atender às suas necessidades e que participará de muitas aventuras com você.

    Este post sobre a durabilidade do pneu foi útil para você? Entre já em contato com a gente! Estamos dispostos a ajudar a esclarecer as suas dúvidas sobre o assunto. Será um grande prazer auxiliá-lo.

    Facebook - Comentários

    Compartilhe