Pintura do carro: 5 dicas para mantê-la conservada

    Facebook - Comentários
    #wpdevar_comment_1 span,#wpdevar_comment_1 iframe{width:100% !important;}

    Compartilhe

    Sumário

    Conservar a pintura do carro é um grande desafio. Principalmente nas grandes cidades, pois muitos proprietários não encontram garagens ou locais adequados para guardar seus veículos e os acabam deixando expostos ao sol, chuva e poeira, fatores que geram grande desgaste.

    A preocupação com esse cuidado tem explicação e deve ser realmente uma prioridade. Além de manter o carro organizado, é essencial saber que, no momento de uma revenda, o revestimento externo é um dos primeiros detalhes que os futuros compradores observam.

    Em vista disso, vamos apresentar a você 5 dicas de como conservar a pintura do seu veículo para que ela fique bonita por muito mais tempo. Acompanhe!

    1. Lave o carro uma vez por semana

    Apesar de ser algo básico, muitos proprietários demoram até quase dois meses para lavarem os seus automóveis. Argumentos como falta de tempo e correria do dia a dia são as desculpas mais usadas.

    Porém, mesmo com os horários apertados, lavar o carro semanalmente é muito importante para conservar a pintura. Além disso, independentemente de datas, o veículo deve ser higienizado sempre depois de:

    • pegar muita poeira ou barro;
    • ser atingido por chuvas torrenciais ou lama;
    • passar um dia na praia (a maresia é uma das maiores vilãs da pintura).

    2. Estacione o veículo à sombra

    Nem sempre há como evitar. Porém, sempre que for possível, priorize os locais cobertos e com sombra para guardar o carro. Se você não possuir uma vaga com teto em casa, é importante procurar estacionamentos com cobertura durante o horário de trabalho.

    Além disso, a lavagem deve ser sempre sob a sombra, evitando a combinação dos raios solares com os produtos químicos. Se for lavar o carro fora de casa, cuide para que o local escolhido ofereça esse cuidado.

    3. Seque bem a lataria

    Não é incomum presenciarmos carros que acabaram de ser lavados aparentarem manchas na pintura. Elas resultam da falta de secagem ou, pelo menos, de uma secagem malfeita. Se a lavagem não ocorrer em locais cobertos ou com sombra (como indicado no tópico anterior), a possibilidade do surgimento de manchas é maior ainda.

    4. Aplique cera e faça cristalização

    Hoje, existem vários produtos que ajudam a proteger e conservar a pintura dos veículos. A cera para pintura é um deles e mostra-se bastante eficaz ao que se propõe. No entanto, não se deve utilizar o produto em todas as lavagens: faça intervalos de 30 dias entre as aplicações.

    A cristalização também é outro método que ajuda na conservação da pintura, sendo feita com uma cera especial cristalizadora. Porém, esse material só deve ser aplicado de seis em seis meses e com o auxílio de uma máquina apropriada para a aplicação.

    5. Tome cuidado com as manchas de gasolina

    Infelizmente, esse é um problema bastante recorrente nos postos brasileiros. Muitos frentistas se mostram desatentos na hora do abastecimento e deixam a gasolina pingar nos veículos. Portanto, é importante que o motorista saia do carro e sempre acompanhe a operação, pois, se o respingo de gasolina ocorrer, o local deverá ser lavado rapidamente a fim de que sejam evitadas as manchas provenientes do combustível.

    Conservar a pintura do carro não é tarefa fácil, considerando a correria do dia a dia e a falta de estrutura que as grandes cidades oferecem. Por isso, é importante se manter alerta e cuidar melhor do próprio carro. Comece seguindo as dicas apresentadas: dessa forma, conseguirá preservar e manter a boa estética do veículo, o que pode ser fundamental em futuras negociações.

    Quer receber mais dicas sobre o universo automotivo? Assine a nossa newsletter!

    Facebook - Comentários

    Compartilhe

    O que achou do artigo? Deixe um Comentário

    Seu email não será divulgado.
    São campos obrigatórios *